segunda-feira, 7 de junho de 2010

SAUDADE

É tão estranho olhar para frente e não te enxergar, sendo que em meu passado você está tão vivo.

Coisas insignificantes e de pouca relevância aconteceram nesse período, mas só um , só um momento marca esse tempo para mim... Nossa última despedida, você tão presente em minha vida e de repente se torna o último momento, a última troca de olhar.

É impossível relembrar você sem um coçar de olhos, sem surgir uma lágrima, sem ao menos lamentar a injustiça do destino ao levar embora uma pessoa exageradamente querida.

E é com imensa saudade e verdadeira comoção que hoje presto essas minhas palavras soltas, simplesmente para mostrar o quanto sinto a sua falta e o quanto você foi importante para mim.

TE AMO! Com a amizade e admiração de sempre, embora você não esteja mais inserido em nosso meio, sei que de qualquer forma estará sempre em meu coração.

http://www.sempreaki.com.br/


1 ano sem Kaio Volpato... Sinto muito a sua falta amigo!

domingo, 6 de junho de 2010

Neuroses à la Bradshaw I

Por que um sonho é tão real no momento em que é vivido? E quando a gente acorda ele se torna algo patético?

Pois é... Um sonho não me sai da mente nos último dias, quando estou dormindo e vivendo aquele momento é tudo tão lindo, tão perfeito, tão instigante e de repente pow... se perde no simples fato de eu abrir os olhos, e quando isso acontece eu páro e me julgo por ser tão patética e romântica.

Talvez seja o fato da realização desse sonho ser tão distante, que pra realidade seria apenas clichê, só isso. Ou, por outro lado ser uma coisa tão perfeita que temos medo que seja real.

Indo de encontro com a perspectiva dos sonhos me deparo com outra situação: nossos sonhos vividos.

Em determinados momentos de nossas vidas vivemos situações tão agradáveis que se enquadram perfeitamente no ideal de sonho, de fuga da realidade, de sensação de extrema felicidade; e que sem ao menos perceber deixamos de lado, e tudo se torna apenas fragmentos de uma vida que se foi, de uma felicidade que partiu e deixou rastros inesquecíveis digamos que sublimes, dignos de melancolia em alguns momentos frios e situações de extrema carência.

É a partir disso que penso "como é bom sonhar, que bom que isso passa", pois se esses momentos fossem eternos não seriam dignos de pensamentos e de saudade, saudade essa que chega de mansinho e que toma conta de tudo, nos levando ao simples pensamento de que viver é bom, sonhar e relembrar os momentos gloriosos é melhor ainda...

e mais uma vez afirmo: viva intensamente, se ficar saudade, use desses momentos para tirar proveito e afirmar para si mesmo... Sou feliz, fui feliz e será sempre assim.
Saudade é natural, agora arrependimento de não ter feito a coisa certa na hora certa... ah, isso sim é ruim!

boa semana.

Sex and the city (the movie) 2

Hoje fui ao cinema suprir meu vício por Sex and the City... e como sempre fiquei fascinada pelas quatro garotas mais fabulosas do mundo!
O filme veio com tudo, uma fotografia fantástica, um humor exageradamente inteligente, uma história bem ao estilo too nem aí de sempre, e o visual, ah, esse como sempre se superou.. vestidos fabulosos, sapatos maravilhosos...
Fiquei aluscinada por tudo (como sempre), e pensativa... Mais uma vez a neuroso da Carrie me fez refletir quanto à algumas decisões em minha vida, reflexões essas que estarei postando aqui em breve...
Mas enfim, vale muito à pena ir prestigiar esse filme... Se você não curte, vá pelas risadas, pelo Big, pelo Aindan que reaparece mais lindo que nunca... e para vcs garotos, vá também... A sensualidade e humor das garotas farão vcs se apaixonarem também!!!